SAIBA MAIS
  Região

Carnaval em Lavras do Sul mobiliza foliões da região

14/02/2018 10:29
 

Foto: Anderson Ribeiro - FS

Considerado um  dos eventos mais expressivos da Terra do Ouro, o carnaval de Lavras do Sul também é referência em toda a região da Campanha. Este ano, com o tema “Lavras do Sul e suas riquezas”, não foi diferente. A prefeitura estimou que mais de 10 mil foliões participaram dos dias de festa. Há dois anos, a folia deixou de acontecer na praça Licínio Cardoso e passou para a das Bandeiras.
Além dos desfiles de mais de 20 grupos, entre blocos e escolas de  samba, os festeiros, que adquiriram seus passaportes, puderam desfrutar de muita alegria nas sedes dos seus blocos.  Um exemplo foi o Grupo dos Relaxados que, em 2018, completou 88 anos, e é considerado o mais antigo do Brasil. Conforme um dos membros da diretoria, Paulo Sérgio Corrêa, essa edição do carnaval de Lavras do Sul foi de muitas conquistas. “Trouxemos para nossos foliões uma sede bem estruturada, com música ao vivo e festas temáticas. Além disso, o churrasco do bloco também teve animação de uma banda. Ouvimos as demandas dos participantes”, completa.
Alguns destaques no carnaval da Terra do Ouro são: bloco Marilu  (homens vestidos de mulheres), Rádio Galocha (bloco Vae de Qualquer Geito) e Rádio Mugango e as quadrinhas (ambas do Grupo dos Relaxados), e também a festa aberta ao público.

Sem idade para brincar
O aposentado João Leite Soares, 85 anos, por exemplo, desfila em dois blocos: Samba no Pé, composto por idosos, e a Turma do Nenê. “A vida, em todas as idades, está no viver bem. E o viver bem está na alegria e no exercício físico. Isso encontramos no carnaval”, destaca.
Já Elaine Beatriz Flores Rocha, 68 anos, diz-se apaixonada pela folia de momo. “Já fiz parte de escola de samba. Carnaval é diversão. É vida. Desfilo há mais de 20 anos de baiana e sou apaixonada por isso”, relata.

Além da expectativa
O prefeito Sávio Prestes destaca como excelente o público durante todas as noites e dias de folia. “Tivemos muita chuva e temperaturas baixas. Mesmo com esses fatores climáticos desfavoráveis para a realização do carnaval, os foliões lotaram a praça e prestigiaram a festa”, explica.
Prestes comenta que o objetivo é resgatar o verdadeiro carnaval. “Queremos  trazer a festa, novamente, para a praça Licínio Cardoso. Porém,  na das Bandeiras já tem a cobertura, então, é menos um gasto. Em 2018, Lavras do Sul teve carro alegórico retratando a cidade, mostrando a igreja e a praia do Paredão”, ressalta.
Cerca de 10 mil foliões passaram pela cidade, conforme estimou. “Foi além das expectativas. Queremos criar novas alternativas para 2019. Carnaval é criatividade. Por que não criar uma competição entre os blocos? A ideia é unir a tecnologia com folia. Fazer um carnaval multimídia”, salienta.   

Fonte: Jornal Folha do Sul - Anderson Ribeiro