SAIBA MAIS
  Caçapava do Sul

População reclama da sujeira e abandono do Parque da Fonte do Mato

 

 

Na semana antes do carnaval, o vereador Luis Fernando Torres (Boca PT) recebeu em seu gabinete na Câmara, a visita de vários moradores da cidade para reclamarem da sujeira e do abandono do Parque da Fonte do Mato, que foi inaugurado em março do ano passado pelo município.

Com isso, nesta quarta-feira, dia 14, o vereador esteve no Parque para vistoriar o local e saber as reais condições da obra que foi entregue para a população há um ano. “ A população está com a razão de reclamar, porque a sujeira tomou conta do parque, principalmente na pista de caminhada  onde a grama está na altura do joelho em alguns pontos e na área pavimentada a grama está crescendo no meio do concreto. Outro ponto abandonado é o quiosque construído no meio do parque, que está com parte do telhado danificado, vidro quebrado e depredações em uma das portas, além da proteção de madeira da primeira ponte que foi quebrada e o mato tomou conta dos locais onde as árvores frutíferas foram plantadas, inclusive com parte da vegetação queimada”, disse Boca Torres.

O vereador abordou também, que o recurso para a construção do Parque foi conseguida pelo seu gabinete ainda em 2010, no valor original de R$ 390 mil, no qual a obra foi licitada em 2014 e terminada no final de 2016, faltando detalhes para a inauguração que ocorreu em março do ano passado. “ Por ter sido o meu gabinete que conseguiu a emenda com o Deputado Marco Maia na época, é que fico triste e decepcionado com o abandono do parque, uma obra que levou 7 anos para sair do papel, e quando fica pronta o Poder Público abandona. As arquibancadas e o palco também estão sujos e a grama tomando conta, bem como todas as flores plantadas no local e as árvores frutíferas não existem mais”, comentou o vereador.

O parlamentar fará um ofício esta semana para a Prefeitura cobrando a manutenção do local, limpeza e a disponibilização de um servidor para fazer a manutenção permanente do Parque. “ Não podemos deixar o patrimônio público ser depredado e a sujeira tomar conta, por isso, vou fazer esta reivindicação de manutenção o mais rápido possível”, encerrou Boca Torres.

 



Imprensa da Câmara / Caçapava do Sul