Caçapava do Sul

Câmara recebe o relatório da Vigilância Sanitária sobre inspeção no Abrigo Bem Me Quer

16/05/2018 16:28
2018-05-16 16:28:41
 

A Vigilância Sanitária de Caçapava do Sul e da 8ª Coordenadoria Regional de Saúde realizaram uma inspeção no Abrigo Bem Me Quer no dia 16 de março de 2018.  O Abrigo acolhe crianças e adolescentes sob a responsabilidade da justiça e do Município.

Na época, foi feito a divulgação da vistoria dos fiscais e informado que a cozinha do local havia sofrido uma interdição cautelar para ajustar os apontamentos feitos pela Vigilância. Na mesma semana o vereador Luis Fernando Torres fez um pedido de informação solicitando cópia do laudo da Vigilância Sanitária.

Na última semana, o Legislativo recebeu o documento oficial da Prefeitura com a cópia do laudo da Vigilância Sanitária do Município e do Estado, onde consta todos os apontamentos feitos pelos fiscais no abrigo. Este relatório foi apresentado à imprensa na sexta-feira.

Na época, a direção do Abrigo informou que a fiscalização da Vigilância foi importante para saber o que precisa ser adequado dentro da instituição.

Ao todo a vigilância apontou 94 falhas no Abrigo. Veja os principais itens que devem ser corrigidos no local:

 

Estrutura organizacional

- Não possui plano de trabalho

- Não foi apresentado registro das diárias da instituição

- Não foi apresentado comprovante de vacinação de todos os internos

- Não apresentaram certificado do Corpo de Bombeiros, nem do curso de prevenção de incêndio.

- Não apresentou projeto político pedagógico

 

Estrutura Física e instalações

- Alojamentos não estão em condições adequadas de higiene e salubridade

- Paredes com sujidades

- Colchões sem condições de uso

- Mobiliários sem condições de uso

- As tomadas internas não apresentam proteção e altura adequada para evitar acidentes

- Refeitório não atende à capacidade prevista de abrigados

- Presença de mobiliários sem condições de uso

- Presença de entulhos na área externa com riscos de acidentes

 

Instalações Sanitárias

- Não possui identificação nas escovas dentais

- Sanitários não apresentavam condições de higiene satisfatórias

 

Serviço de Nutrição e Dietética

- Não possui nutricionista como responsável técnico pelas atividades de alimentação

- Piso e parede com sujidades

- Utensílios insuficientes, com falta de higiene e conservação e sem condições de uso

- Não apresentou cardápio atualizado e disponível

- Descongelamento inadequado dos produtos perecíveis

- Mal acondicionamento dos alimentos em geral – em produtos com embalagens abertas e sem identificação

- Alimentos com prazo de validade expirado

- Ausência de despensa para estoque de alimentos

- Ausência de registros das operações de limpeza das instalações e equipamentos, datados e rubricadas

- Más condições de higiene dos panos de cozinha

- Alimentos preparados prontos para o consumo mantidos em temperatura ambiente e armazenados de forma inadequada

- Hortifrutigranjeiros não são higienizados como preconiza a legislação

 

Funcionários

- Número de funcionários insuficiente em relação ao número de internos e atividades diárias desta instituição

- Monitores insuficientes para a quantidade de alojados

- Não foi apresentado atestado de saúde dos funcionários

- Ausência de vestiários e banheiros separados por sexo

- Não possui funcionário para realizar a higienização

-Não foi apresentado comprovante de vacinação dos funcionários

 

Farmácia e medicamentos

- Não existe local apropriado para guarda de medicamentos  e os mesmos não estão sob guarda de Responsável Técnico.

- Medicamentos sujeitos a controle especial encontrava-se em armário não chaveado

- Não apresentou registro de controle de validade dos medicamentos administrados aos residentes.

 

Depósito de material de limpeza

- Localizado em local inadequado

- Saneantes armazenados de forma inadequada 

 

Lavanderia

- Não apresentou rotina para desinfecção de roupas

- Presença de mofo e umidade

- Não apresentou POPs para processamento de roupas

 

Alojamentos

- Camas insuficientes para o número de abrigados

- Roupas, toalhas e lençóis armazenados de forma inadequada

- Berços em quantidade insuficiente 

- Carros de Bebê em quantidade insuficiente

- Cortinas com sujidades e sem manutenção.

 

Esses foram alguns itens apontados pelos fiscais, que devem retornar ao local para nova averiguação e acompanhar as mudanças. Assinaram o laudo três fiscais da Vigilância de Caçapava do Sul e três da Coordenadoria Estadual de Cachoeira do Sul

 

O que diz a direção do Abrigo

A direção do Abrigo Bem Me Quer informou que solicitou a fiscalização. Considerou positiva, pois apontou o que precisa ser feito para melhorar a situação do Abrigo. Também frisou que presa por um trabalho de qualidade e não de quantidade, e que busca atender todas as medidas legais, mas alguns são mais demorados porque dependem de licitação.

Farrapo