Saúde

Reunião entre Câmara, Prefeitura e MP faz avaliação das cirurgias de traumatologia

10/08/2018 13:17
 

Na manhã desta sexta-feira, dia 10, a Câmara de Vereadores de Caçapava do Sul, junto com a Secretaria de Saúde e o Ministério Público, realizou mais uma reunião de avaliação das cirurgias de traumatologia de alta complexidade no município, onde existem atualmente 29 pessoas na fila de espera.

Nas reuniões anteriores, ficou combinado que seria feito este ano oito cirurgias pelo consórcio, para diminuir a fila, já que os procedimentos pelo SUS em Santa Cruz estão lentos e a fila só aumenta. “ A Câmara colocou no orçamento do município R$ 250 mil para cirurgias, com isso, fizemos todo este trabalho para a Prefeitura chamar as pessoas paralelo ao SUS e diminuir a fila” , disse o vereador Mariano Teixeira.

Durante a reunião, a Secretária de Saúde, Ines Salles, informou que já foram encaminhadas este ano 4 pacientes e em setembro mais dois farão cirurgia em Caçapava do Sul, utilizando o Centro de Traumatologia do Hospital. “ Quatro foram chamados pelo SUS e dois farão pelo Consórcio utilizando o recurso do orçamento destinado pela Câmara através de emenda. Até o final do ano vamos chamar mais dois para fechar os oito pacientes, no qual foi combinado entre Prefeitura, Câmara e MP”, disseram os técnicos da Secretaria de Saúde.

Essas reuniões foram  propostas no início do ano pelos vereadores Mariano Teixeira e Marquinhos Vivian e na sequencia o complemento da Comissão de Saúde da Casa, liderada pelos vereadores Ricardo Rosso, Luis Fernando Torres e Márcia Gervásio. O Promotor de Justiça, Diogo Taborda, participou de todos os encontros, bem como os técnicos da saúde.

“ O nosso compromisso era colocar no orçamento este recurso e tentar fazer oito cirurgias por ano pelo consórcio, pago pela Prefeitura, para tentar diminuir a fila do SUS que é de responsabilidade da União e do Estado. Com isso, reunimos o MP, a Câmara e a Prefeitura para traçar um planejamento para essas cirurgias, e até o momento está andando, mesmo devagar, mas está andando”, disse o Presidente da Comissão de Saúde.

Quando iniciou as reuniões em abril deste ano, a fila de espera dos pacientes de traumatologia, que envolve quadril e colocação de prótese era de 22 pessoas, agora a fila já tem 29 pessoas, mesmo com as quatro cirurgias realizadas e as duas programadas para setembro. “ Ficamos contentes também porque algumas cirurgias estão sendo feitas em Caçapava, utilizando os equipamentos doados pela Prefeitura ao Hospital em 2016, para o centro de traumatologia”, disse Mariano.

Já o Vereador Boca Torres disse que para o ano que vem a Câmara está estudando uma nova forma de ajudar neste caso, onde o Presidente do Legislativo, Marquinhos Vivian, deve devolver os recursos da Câmara do orçamento de 2018 para a realização dessas cirurgias pelo consórcio.