Opinião

A máquina à vapor que foi utilizada nas Minas do Camaquã

20/08/2019 08:36
 

Foto: Reprodução/CEMAMC/Wikipédia

Muitas das pessoas que visitam Minas do Camaquã se encantam com uma grande máquina à vapor exposta em um museu à céu aberto, que foi organizado por ocasião dos festejos do Cinquentenário da Criação da CBC, no ano de 1992. Mas, poucos sabem a origem e a história desta máquina.

Ela é remanescente da era dos Belgas (1900-1909). Na realidade, os Belgas da empresa “Societé des Mines de Cruive de Camaquam” firmaram contrato com o superficiário João Dias dos Santos Rosa, pelo período de 10 anos. Mas, com a descoberta de uma grande jazida de cobre na Colônia belga no Congo Africano no ano de 1909 (atual República Democrática do Congo-RDC), a empresa foi convocada pelo rei Leopoldo e enviada à Africa para explorar o cobre na mina de Katanga.

Rompendo o contrato com o filho de João Dias dos Santos Rosa, o fazendeiro João Feliciano Dias dos Santos que, com a morte do pai em 1906, assumiu os negócios do patriarca. Os Belgas pagaram a multa contratual pela rescisão do contrato (1900-1910), negociaram algumas máquinas com a prefeitura de Alegrete, inclusive uma das duas máquinas à vapor, a outra permaneceu nas Minas do Camaquã e, se encontra exposta em frente ao largo Francisco Pignatari, após isto, foram embora das Minas do Camaquã.

Aveling e Porter era um fabricante britânico de motores agrícolas e rolo compressor (rolo de estrada). Thomas Aveling e Richard Thomas Porter firmaram parceria em 1862 e desenvolveram uma máquina a vapor três anos depois, em 1865. A empresa tornou-se a maior fabricante de rolos a vapor (rolos compactadores) do mundo. A máquina que se encontra nas Minas do Camaquã, tem as instruções de uso em espanhol pelo fato de que, existia uma empresa na argentina chamada “Invicta”, a qual era a revendedora oficial da empresa para os negócios na américa do Sul.

Thomas Aveling ganhou proeminência local, primeiro no conselho e depois entre 1869 e 1870 como prefeito de Rochester, na Inglaterra. Inventou o rolo compressor em 1867 e é considerado "o pai do motor de tração". Com toda essa expansão, Aveling precisava de capital extra, e assim em 1862 ele entrou em parceria com Richard Porter para criar a firma de Aveling & Porter. Além da capital, Aveling se libertou de parte do trabalho comercial.

Na cidade de Rochester (Inglaterra), anualmente é realizada uma corrida destas máquinas à vapor, as quais estão ainda em perfeito estado de conservação. É um evento esperado por todos e reúne centenas de pessoas que, se dirigem à Rochester para prestigiar e reverenciar Thomas Aveling & Richard Thomas Porter, que nesta cidade são considerados seus cidadãos mais proeminentes e verdadeiras lendas.

Por José Deni Rodrigues Silveira – (Derli)
Pesquisador e Historiador Autodidata das Minas do Camaquã

Farrapo




Topo